À medida que os recursos tecnológicos avançam, as empresas que almejam atingir (ou se manter) no topo devem encontrar formas para melhorar o compartilhamento de dados entre seus colaboradores.

Por meio do treinamento cruzado e do suporte a um sistema transparente, seus funcionários podem trabalhar juntos, utilizando os fluxos de informações para melhorar a produtividade e aumentar as margens de lucro.

Ao longo deste artigo, apresentamos 3 excelentes dicas para ajudar você e sua organização a atingir esse objetivo tão importante. Boa leitura!

1. Utilize serviços baseados em nuvem

Um dos desafios do compartilhamento de dados na empresa é determinar como disseminar informações de forma a alcançar todos os colaboradores. Drives internos mantêm a segurança dos dados, mas tendem a torná-los inacessíveis para quem está fisicamente fora do local de trabalho.

Os serviços na nuvem, por outro lado, permitem que os colaboradores acessem informações relevantes de onde quer que estejam, além de ser uma forma simples de reduzir custos de TI.

2. Ofereça treinamentos adequados

A despeito de muitas organizações já contarem com a infraestrutura necessária para melhorar o compartilhamento de dados, suas equipes profissionais simplesmente não a utilizam. E isso nem sempre é culpa dos funcionários.

Os gestores devem tomar medidas para treinar continuamente seus colaboradores a esse respeito, evidenciando quais recursos estão disponíveis e quais as melhores formas de utilizá-los.

Ainda que, em sua empresa, existam iniciativas nesse sentido, não se esqueça que, à medida que se alteram as responsabilidades dos funcionários, novas e diferentes características podem se tornar relevantes para suas posições e úteis para o bom desempenho de suas funções.

Sendo assim, quer se trate de uma lembrança anual sobre o que está disponível na intranet ou uma sessão de treinamento mais intensiva durante as avaliações individuais, qualquer medida que promova discussões específicas em relação à forma pela qual os dados podem ser compartilhados deve ser continuamente estimulada.

Desse modo, incorpore em seu planejamento estratégico o fornecimento de treinamentos periódicos sobre softwares e políticas de compartilhamento de dados da empresa.

Particularmente em setores como o de serviços, a ameaça de uma violação de dados pode fazer com que os trabalhadores se tornem excessivamente cautelosos a respeito de quais dados compartilhar, mesmo no interior de sua organização.

Informações que podem efetivamente contribuir para a eficiência das tarefas realizadas são, dessa forma, mantidas em segredo por receio de violar a confidencialidade ou a ética. É nesse contexto que a capacitação adequada sobre o compartilhamento de dados pode garantir que os membros da equipe sejam capazes de avaliar com precisão quais informações partilhar.

3. Estimule a transparência

O incentivo à transparência deve começar de cima. A gestão pode ajudar a melhorar o compartilhamento de dados, se colocando como um exemplo a ser seguido por todos os colaboradores, assumindo seu papel de liderança na partilha e divulgação de informações relevantes para a empresa.

Obviamente, as formas e ritmos desse processo devem ser condizentes às características gerais da empresa e às especificidades do segmento de atuação. Entretanto, qualquer organização pode se beneficiar de medidas como a de ajudar os funcionários a construir uma plataforma para compartilhar indicadores.

Isso significa que melhorar o compartilhamento de dados gera impactos positivos nas empresas, sobretudo, se as medidas adequadas forem implantadas, estimuladas e, principalmente, ensinadas aos membros da equipe.

Se você gostou das dicas do post, curta nossa página no Facebook e mantenha-se atualizado!