Para que um empreendimento tenha sucesso, não basta ter os melhores profissionais para realizarem as atividades: eles precisam dialogar entre si constantemente, buscando melhores soluções para o negócio como um todo.

A verdade é que, para um processo funcionar com eficiência em todas as etapas e ter os melhores resultados, deve haver uma cultura de colaboração na empresa, principalmente entre departamentos.

Pensando nisso, reunimos, neste post, informações úteis para te ajudar a entender o que é e como instituir esse hábito a fim de tornar sua marca ainda mais competitiva. Acompanhe!

Colaboração na empresa: o que é e como funciona

A palavra “colaborar” possui muitos significados. Entre os mais relevantes, estão:

  • agir em conjunto a fim de atingir o mesmo propósito;
  • ajudar outras pessoas;
  • participar de equipes de discussão;
  • unir duas ou mais ideias para gerar uma ainda melhor.

Funciona mais ou menos dessa forma: imagine um time de futebol de rua em que cada jogador está mais preocupado em exibir suas habilidades individuais, “dar um espetáculo”, sem passar a bola ou se preocupar com os outros integrantes do time. Esse pessoal joga apenas por prazer, sem qualquer compromisso com o número de gols.

Muito diferente do que ocorre normalmente com o futebol profissional, onde todos os jogadores fazem parte de uma equipe. Além do prazer de entrar em campo, os atletas jogam para ganhar: fazem amizade, treinam juntos, ensaiam jogadas e nunca fazem nada só para si, mas pelo todo. Isso tudo sem contar que existem mais pessoas que não estão em foco, mas estão tão envolvidas quanto quem joga: preparadores físicos, técnico, patrocinadores…

Agora, imagine que cada um desses times pode representar o seu negócio. Com qual deles sua empresa se identificaria?

O perfil da empresa colaborativa

Uma empresa que preza pela colaboração mútua entre departamentos e equipes engaja seus colaboradores com clientes e parceiros, fazendo com que eles tenham voz ativa e sejam capazes de ampliar a aprendizagem social e a gestão do conhecimento.

Não pense que só as empresas grandes podem fazer isso: empreendimentos de qualquer porte podem garantir um ambiente mais colaborativo. Para isso, basta seguir as dicas que serão ditas nos tópicos abaixo!

Crie canais de comunicação eficientes

O principal motivo para uma colaboração fraca entre setores é a ausência de comunicação, que pode acontecer por diversos motivos. A princípio, os meios de comunicação disponíveis podem estar consumindo muito tempo e, por esse motivo, não são utilizados pelos funcionários. Isso pode fazer com que as equipes simplesmente não tenham uma noção exata da importância dos canais de comunicação.

Isso pode ser solucionado com simplicidade, integrando meios/recursos de comunicação nas operações de trabalho. Assim, o diálogo entre setores passa a fazer parte de cada uma das etapas das atividades. Esta obrigação de conversar com outros departamentos durante os processos permite antecipar-se às possíveis dificuldades.

No entanto, o problema da perda de tempo dos processos de comunicação pode ser resolvido facilmente com a criação de canais rápidos e eficientes. Existem diversos exemplos, mas os principais são:

  • reuniões semanais com pauta definida e apresentação dos resultados obtidos;
  • uso de soluções de comunicação instantânea (messengers internos);
  • linguagem de escrita mais direta nas trocas de e-mail.

Incentive a interação entre funcionários que trabalham em departamentos diferentes

Outro método de integração de colaboradores é a criação de competições leves entre equipes ou programas de inovação. Esse tipo de atitude incentiva o pensamento em grupo e a elaboração de projetos de maneira colaborativa.

O ideal é que os times sejam formados por membros de setores distintos, justamente para gerar o ambiente perfeito para uma interação entre profissionais que normalmente não trabalham juntos.

Essa operação colaborativa também reduz o nível de retrabalho. Afinal, o que é a aproximação na companhia senão uma maneira de contar com mais pessoas pensando em conjunto?

Para você ter uma ideia, estima-se que uma grande fatia de profissionais perdem fazendo retrabalhos e gastam mais de uma hora por jornada só para obter informações necessárias. Com um time mais unido e trabalhando com soluções integradas, esses desperdícios são evitados.

Promova o intercâmbio interno

O intercâmbio organizacional interno nada mais é do que realizar a troca de funcionários entre setores, fazendo-os vivenciar a rotina da empresa como um todo.

Além da vantagem de aproximar ainda mais as pessoas, esse tipo de programa aumenta o conhecimento e pode até diminuir as taxas de absenteísmo e desligamento (turnover). Tudo isso sem contar que é um estímulo e tanto para que os profissionais mais talentosos permaneçam atuando na empresa por mais tempo.

Organize o layout do local de trabalho

Pense em um layout físico que incentive o trabalho em equipe. É importante ter locais que promovam dinâmicas em grupo, troca de experiências e discussões úteis entre os colaboradores.

Os ambientes devem ser desenvolvidos para incentivar o trabalho em equipe. Para isso, um dos aspectos essenciais é a elaboração de locais amplos e sem divisões, pois eles aumentam o nível de diálogo entre os funcionários. Nem mesmo o líder (ou gestor) precisa ficar em uma sala separada. Para garantir uma cultura colaborativa, quanto menos divisórias, melhor.

Aposte na tecnologia

Além de ferramentas físicas, há soluções digitais que auxiliam na integração entre equipes e colaboradores de uma organização.

O compartilhamento de arquivos por meio da tecnologia cloud computing (computação na nuvem) é uma das melhores ferramentas para eliminar ruídos e atrasos. Serviços como o Google Drive e o Dropbox permitem realizar o upload, edição e troca de documentos sem consumir memória rígida. Dessa forma, todas as informações ficam ao alcance de todos, bastando ter permissão e acesso.

Promova confraternizações

Alguns gestores podem pensar que comemorações internas entre colaboradores representam somente um gasto supérfluo e que só podem ser feitas em época de bonança.

Entretanto, investir em um grau adequado de coleguismo melhora o clima da empresa, suaviza conflitos e disputas e pode até ajudar no engajamento mútuo em momentos de dificuldade.

As festas, porém, precisam ocorrer de maneira contextualizada. Elas podem ser realizadas após o cumprimento de metas coletivas, por exemplo, sendo promovidas por equipes de diversos departamentos para incentivar ainda mais o sentimento de colaboração. Ambientes alegres aproximam pessoas e fortalece laços tanto pessoais quanto profissionais!

E então, compreendeu como colocar em prática a colaboração na empresa? Aproveite esta oportunidade e compartilhe este post com seus amigos e colegas nas suas redes sociais. Até a próxima!