Metodologias de gerenciamento de TI funcionam como um passo a passo para orientar sua equipe no desenvolvimento de projetos bem-sucedidos. Mas dentre as diversas opções existentes, algumas até bem parecidas entre si, como saber qual é a ideal para a sua empresa?

Pensando nisso, nós elaboramos um post para te ajudar.

Conheça, a seguir, as opções mais utilizadas no mercado e aprenda como escolher uma metodologia de TI que revolucione a produtividade da sua equipe e contribua para sua gestão de processos!

Como escolher uma metodologia de TI para minha empresa?

Não existe uma metodologia que seja melhor que todas as outras e que funcione perfeitamente em todos os casos. É preciso encontrar a metodologia que se melhor adequa às suas necessidades. Por isso, antes de mais nada, é importante que você avalie quais as necessidades e o perfil da sua empresa.

Quais os objetivos estratégicos organizacionais e valores fundamentais do seu negócio? Quais os principais drivers de negócios? Quais as restrições? Quem são as partes interessadas? Existem riscos? Quais? Qual o nível de complexidade do projeto? E o custo dele?

Quando tiver essas respostas na ponta do lápis, você contará com um bom indicativo de qual metodologia de TI sua empresa precisa.

Veja a seguir algumas das mais utilizadas:

Scrum

Essa metodologia é muito usada por empresas da área de tecnologia que precisam desenvolver soluções com rapidez, mesmo quando não têm muita certeza sobre a eficiência do produto que está sendo criado. O Scrum valoriza o aprendizado por meio da experiência em prol de um desenvolvimento ágil e linear, ou seja, um fluxo de tentativa-erro-tentativa-acerto.

Cada projeto é dividido em pequenos ciclos de tempo denominados Sprints. Eles podem ser mensais, quinzenais ou semanais, a depender do projeto e da velocidade desejada para sua execução.

Conheça mais sobre Scrum.

Kanban

Kanban é uma palavra japonesa que pode ser traduzida como “cartão” ou “sinalização”. É uma metodologia baseada na utilização de cartões, geralmente um post-it, em quadros ou paredes para indicar o andamento dos fluxos de produção.

Cada cartão é referente a uma tarefa e eles são divididos em diferentes colunas, que correspondem à etapa do processo de produção em que aquela tarefa se encontra. Elas podem ser nomeadas, por exemplo, “para executar”, “em andamento”, “aguardando revisão” e “finalizado”.

Se uma tarefa foi produzida, o cartão deve migrar da coluna “em andamento” para “aguardando revisão”. Foi aprovado pelo revisor? Migre o cartão para a coluna “finalizado”. O revisor ou o cliente pediram alterações? O cartão deve voltar para a coluna “em andamento”.

DMAIC

Essa metodologia foi originalmente desenvolvida pela Motorola para eliminar o desperdício, otimizar os processos e aumentar a lucratividade. Seu nome é uma sigla para “definir, medir, analisar, melhorar e controlar” os problemas identificados pelos clientes, que podem tanto ser externos (como consumidores) quanto internos (os departamentos da própria empresa).

Quando cada metodologia é mais adequada?

Se sua empresa desenvolve produtos e soluções em série, mas sem nenhuma diferença significativa no processo de produção de cada um, a Kanban pode resolver seus problemas. Com ela você conseguirá ter uma visão mais ampla dos projetos em desenvolvimento, mas sua equipe não precisará se preocupar em se adaptar a soluções metodológicas mais complexas.

Mas se sua empresa gera projetos mais complexos e que necessitam de um acompanhamento detalhado, o Scrum é o mais adequado. Ele dá agilidade ao processo de produção, mas não abre mão da qualidade na entrega final.

Ou então você pode adaptar as técnicas já existentes para que elas possam se encaixar na realidade dos seus negócios. Modelos híbridos que reúnam mais de uma metodologia de TI também são uma opção! Muitos gestores gostam de utilizar o Kanban em conjunto com o Scrum, por exemplo.

O importante, afinal, é que você tenha uma noção clara dos seus objetivos e do caminho que a empresa precisa percorrer até ele para escolher o melhor meio de alcançá-lo.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como escolher uma metodologia de TI para sua empresa, que tal compartilhar este artigo com os seus amigos nas redes sociais?