Ela já está em todos os lugares: a computação em nuvem pode ser encontrada em grandes organizações, órgãos públicos, pequenas e médias empresas e até no universo do usuário doméstico. Os serviços de cloud computing dão acesso a infraestrutura, softwares e informações em qualquer dispositivo conectado à internet.

Ou seja, é uma tecnologia que permite executar soluções de TI a partir de servidores remotos. Com isso, o desempenho e a disponibilidade de ferramentas usadas no ambiente corporativo — como servidores, softwares de gestão e aplicativos de escritório — melhoram muito.

Há vantagens e facilidades claras na adoção da computação em nuvem, mas sua implementação e manutenção requerem profissionais especializados. É aí que entra o serviço de suporte à cloud computing, também conhecido como cloud advisor. Venha saber mais sobre ele!

Suporte pleno

É comum que os serviços de cloud computing ofereçam suporte, mas as empresas normalmente têm sua própria equipe profissional de TI para lidar com a tecnologia. Isso acaba tornando a solução mais cara do que deveria. Um cloud advisor pode aconselhar a empresa sobre a melhor solução e ainda gerenciar o processo.

O trabalho dele começa no planejamento do processo de migração do sistema para a nuvem. Em seguida, contempla o gerenciamento da mudança e depois segue enfrentando os problemas e fazendo as alterações necessárias — a partir das necessidades em constante mudança dos negócios.

O principal aspecto desse serviço é a inteligência para criar novos processos, fazer experimentos e análises consistentes, bem como ter visão sempre orientada a resultados. Ele é, em outras palavras, um suporte importante em todas as fases do projeto: diagnóstico, aconselhamento, implementação e adoção.

É essencial ter em mente que não há espaço para falhas e que, por isso, o advisor deve servir de apoio ao cliente para que ele possa usar a cloud computing de modo a atingir suas metas. Para isso, deve entender suas necessidades para apresentar opções que façam diferença a curto, médio e longo prazos.

Etapas do cloud advisory

A migração para serviços de cloud computing é feita em etapas. Veja quais são elas:

  • identificação de necessidades: para descobrir o que a empresa realmente precisa;
  • planejamento: para garantir que a migração seja a mais acertada possível;
  • implementação: com suporte contínuo, deve reduzir impactos na migração e ajudar a equipe a se habituar à rotina;
  • continuidade do suporte: consultoria contínua para tornar o sistema mais prático, otimizado e personalizado.

A ideia é que o advisor busque a melhoria contínua dos processos, fazendo o monitoramento ininterrupto da eficiência das plataformas e se responsabilizando pelas ações tomadas caso haja perda de qualidade ou desempenho.

Vantagens

Com o auxílio do advisor, a migração para a nuvem vira apenas mais uma decisão corporativa. Quem vai realmente torná-la realidade são profissionais especializados, que vão configurar, manipular e fazer que o desempenho seja satisfatório. Conheça algumas das vantagens desse processo:

  • acelera a migração para o serviço de cloud computing;
  • otimiza e monitora o hardware e o software locais e na nuvem;
  • reduz os custos operacionais relacionados ao gerenciamento da plataforma de cloud;
  • elimina os problemas decorrentes da implementação da arquitetura na nuvem.

Assim, toda a configuração e manutenção dos sistemas fica sob a responsabilidade da equipe de suporte. Ou seja, problemas técnicos, rotinas de TI complexas e telefonemas para o help desk viram relatórios e planos de ação para oferecer agilidade, reduzir custos e melhorar a produtividade na organização.

Os especialistas têm certificações pertinentes em diversas plataformas (para atestar qualidade e nível de serviço) e são experientes na arquitetura de cloud computing. Assim, a companhia pode se dedicar à avaliação das métricas, ao uso da nuvem em si e à análise do retorno sobre o investimento (ROI).

E aí, já se sente preparado para contratar um cloud advisor para oferecer suporte às suas necessidades de serviços de cloud computing? Deixe um comentário abaixo contando sua experiência ou expondo suas dúvidas!