A inteligência artificial já deixou, há algum tempo, de ser vilã de filme para se tornar o principal aliado tecnológico de empresas. A capacidade de notar tendências e assimilar processos de machine learning na cadeia operacional de um negócio será cada vez mais importante para se destacar da concorrência.

Por isso, é importante estar por dentro das novidades do setor. Veja alguns exemplos do uso de machine learning para 2017, que empresas brasileiras já estão adotando:

Otimização dos resultados de busca em e-commerce

Um dos grandes desafios do machine learning é capacitar a inteligência artificial para antecipar a intenção de um usuário no momento em que ele faz uma busca. O resultado perfeito para uma pesquisa vaga pode ser um game changer no mercado de e-commerce.

Neste ano a busca continua, enquanto empresas tanto daqui quanto do mundo inteiro vão buscar formas de aprimorar seus motores de busca.

Recentemente, uma equipe com integrantes brasileiros criou uma solução para avaliar a eficiência qualitativa de pesquisas em lojas virtuais. Agora, o próximo passo é treinar a IA para fazer ajustes a partir do que estão aprendendo com esses dados.

Interação por voz entre homem e máquina

O Amazon Echo e o Google Home iniciaram uma corrida pela popularização e consolidação do uso da voz para a interação homem-máquina.

Essa é uma tendência antiga que começou a ganhar tração com a Siri da Apple, mas só agora as inteligências artificiais estão dando o salto de reconhecerem ordens para começar a captar intenções e contexto para agir em resposta.

Otimização da conversão em campanhas publicitárias

Outras iniciativas de brasileiros vêm usando o machine learning para aumentar a taxa de conversões em campanhas publicitárias.

A importância desse tipo de tendência para 2017 é que as empresas usem o Big Data da sua base de clientes de forma mais direcionada e exclusiva. Inteligências artificiais são capazes de analisar perfis individualmente e definir qual é a melhor estratégia de abordagem para mover o cliente a uma compra.

Integração de machine learning com a experiência do usuário

Talvez a maior aposta que as empresas brasileiras busquem agora, das startups até as grandes corporações, é a integração do machine learning tanto para a otimização de processos internos quanto para a experiência do cliente.

Essa busca está levando negócios de todas as áreas a adotarem serviços como, principalmente, o Google Cloud e o G Suite. As soluções do Google permitem tanto o aprimoramento da operação de uma empresa, por meio do machine learning, como o suporte para aplicar a tecnologia ao relacionamento com o público.

O Brasil é um dos líderes mundiais no uso do machine learning, tanto na pesquisa quanto na aplicação prática de mercado. Ficar de olho nessas tendências e tentar abraçá-las o mais rápido possível será crucial para o futuro, quando o uso da inteligência artificial em empresas for indispensável para se manter competitivo.

E aí, se interessa pelo assunto? Quer saber mais sobre como preparar a sua empresa para o futuro? Então assine agora a nossa newsletter para receber mais artigos como este diretamente no seu e-mail!