O e-mail é uma das principais ferramentas de comunicação dos dias atuais. Ele é utilizado no ambiente corporativo e doméstico para troca de informações, envio de comprovantes de vendas, autenticação em serviços digitais e outros procedimentos em que uma mensagem de texto longa pode ser a melhor escolha. Como muitas vezes escolhemos essa ferramenta para trocar dados sigilosos, é importante que tenhamos uma abordagem segura na hora de configurar e usar o serviço de e-mails corporativos.

Quer saber como proteger seu e-mail? Então confira abaixo algumas dicas!

1 – Utilize senhas complexas

Uma boa senha é o primeiro passo para proteger seu e-mail. O ideal é que ela tenha letras, números, variação entre maiúsculas e minúsculas e símbolos. Isso reduz as chances de um usuário conseguir adivinhar facilmente a sequência necessária para ter acesso à caixa de entrada de alguém.

Outra medida que deve ser adotada é a troca regular da senha. A cada três meses, modifique a sua combinação e não se esqueça de não repeti-la em outros serviços. Assim, caso uma conta seja comprometida, as outras ficarão intactas.

2 – Adote a autenticação de dois passos

A autenticação de dois passos acrescenta uma camada adicional de proteção ao e-mail. Sempre que um novo login é feito, o sistema solicita um código (token) que é enviado ao usuário. Assim, mesmo que a senha esteja comprometida, a conta continuará inacessível.

O token temporário pode ser gerado de várias formas: SMS, aplicativo, cartão magnético ou unidade de armazenamento flash são algumas das opções disponíveis. Em todos os casos, é importante que a empresa sempre opte por essa abordagem, uma vez que ela reduz drasticamente as chances de uma conta ser acessada indevidamente.

3 – Evite o envio de anexos

O envio de anexos é uma das principais vantagens de se utilizar o serviço de e-mail. Isso permite que dados sejam trocados com mais agilidade, além de tornar as apresentações mais ricas. Mas, será que essa é realmente a melhor forma de trocar arquivos em um cenário composto por ameaças como os vírus?

Graças à computação na nuvem, empresas podem reduzir o uso de anexos em troca de uma ferramenta que fornece maior controle sobre as suas informações e traz mais segurança ao usuário. Compartilhando arquivos em um serviço de cloud storage, a empresa pode limitar o acesso a seus dados apenas às pessoas certas e, ao mesmo tempo, evitar que anexos sejam infectados por vulnerabilidades locais.

4 – Confirme o envio de arquivos

Como proteger seu e-mail de anexos comprometidos enviados por contatos confiáveis? A resposta para essa pergunta é simples: basta confirmar o envio da mensagem diretamente com a pessoa.

Sempre que uma mensagem nova com anexos chegar, abra outro canal de comunicação com o remetente. Seja por ligação ou mensagem de texto. Assim, você se previne de acessar dados enviados por uma conta comprometida.

5 – Copie e cole os links diretamente na barra de endereços do navegador

Muitos e-mails utilizam de links mascarados para direcionar o usuário a páginas falsas. Nesse caso, uma forma simples de se proteger é copiar e colar o link diretamente na barra de endereços. Assim, se a mensagem for maliciosa, você não cairá na armadilha.

6 – Tenha um bom filtro de SPAM

O filtro de SPAM é a nossa dica final para proteger o seu e-mail. Configure-o para bloquear todas as mensagens com links maliciosos e anexos suspeitos. Assim, você reduzirá as chances de uma mensagem falsa chegar na sua caixa de entrada.

Com essas dicas, você vai ter muito mais tranquilidade para acessar o seu e-mail sem ter que se preocupar o tempo todo com vírus, links maliciosos ou roubo de senhas!

Quer receber mais dicas sobre como proteger seu e-mail e as outras ferramentas de TI do seu negócio? Então siga as nossas páginas no Facebook e no LinkedIn!