Nos últimos anos, um novo tipo de malware está ganhando o noticiário. Chamado de ransomware, esse vírus pode infectar toda a infraestrutura de uma empresa, interrompendo as suas operações e causando graves prejuízos financeiros. O Brasil, por exemplo, é um dos países mais atingidos por esse malware na América Latina.

Quer saber mais sobre ele e como se manter protegido? Então, veja o nosso post de hoje!

O que é um ransomware?

O ransomware é um tipo de malware que criptografa os arquivos do usuário e exige um pagamento para a liberação das informações. Em geral, esse tipo de ataque utiliza técnicas de engenharia social, replicação de infecção automática e bugs conhecidos para obter acesso à infraestrutura da empresa e conseguir infectá-la por completo. Dessa forma, o impacto causado pelo ransomware é o maior possível.

Quais os impactos que o ransomware pode trazer para o negócio?

Os ataques de ransomware podem causar graves impactos para a empresa. As operações ficarão interrompidas até que o vírus seja completamente removido da infraestrutura, e as informações, restauradas, impactando a produtividade.

Sem poder realizar negócios, prejuízos financeiros ocorrerão. Além disso, a empresa pode perder clientes e ter que lidar com processos judiciais. Portanto, proteger-se é algo fundamental.

Como se prevenir contra um ataque de ransomwares?

As medidas de prevenção e mitigação de ataques devem envolver toda a infraestrutura da empresa. Em outras palavras, é importante ser abrangente e capaz de eliminar riscos. Veja, abaixo, alguns passos que podem ser executados para manter o seu ambiente de trabalho mais seguro!

Investir em políticas de controle de acesso

As políticas de controle de acesso auxiliam a empresa a reduzir o impacto que um ataque pode ter na sua infraestrutura. É importante que a organização tenha mecanismos para eliminar ao máximo o número de arquivos sigilosos e sistemas críticos que uma conta terá. Assim, se ela for comprometida, o impacto do ataque será o menor possível.

Manter sistemas atualizados

Muitos ataques de ransomware utilizam falhas conhecidas para obter acesso ao ambiente digital do negócio. Justamente por isso, é importante que a companhia crie processos de atualização de sistemas ágeis. Assim, sempre que uma correção de segurança for liberada pelo desenvolvedor, o usuário receberá a atualização rapidamente, reduzindo a sua exposição.

Monitorar a infraestrutura

O monitoramento de infraestrutura é uma medida ativa que empresas podem utilizar para reduzir as chances de serem vítimas de um ataque ransomware. É importante que a rede e os usuários tenham o seu comportamento monitorado para que a companhia possa identificar tentativas de invasão e a presença de malwares em sua infraestrutura. Assim, medidas de mitigação podem ser aplicadas rapidamente.

Adotar a nuvem

A computação na nuvem permite que o negócio tenha um maior controle sobre os seus dados em um ambiente centralizado, ao mesmo tempo em que a empresa pode ganhar flexibilidade e mobilidade. Com um serviço de cloud storage, o empreendimento terá um ambiente centralizado para salvar e compartilhar arquivos. Dessa forma, eles ficarão protegidos contra ataques e darão, para a companhia, mais integração e agilidade no seu dia a dia.

A proteção contra um ataque de ransomware é um trabalho contínuo. A empresa deve trabalhar com os seus profissionais para reduzir custos, maximizar a confiabilidade da sua infraestrutura e gerenciar riscos. Assim, ataques são evitados e, caso as medidas preventivas falhem, a empresa pode reduzir o impacto ao máximo.

Quer saber como adotar a computação na nuvem com segurança? Então, veja as nossas dicas de proteção para ambientes de cloud computing!